Helicóptero reforça o policiamento ostensivo e preventivo da Capital

Campo Grande (MS) – A partir de hoje o helicóptero modelo HS350 B3e Prefixo PT-GMS, que é considerada uma aeronave de alto desempenho e que foi preparado e equipado para a atividade policial, já está pronto para reforçar a segurança da Capital. O lançamento oficial do programa de policiamento ostensivo e preventivo aéreo, que faz parte do programa de investimentos MS Mais Seguro, foi feito na manhã desta quarta-feira (19), pelo governador Reinaldo Azambuja, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, e o comandante-geral da Policia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta, durante a solenidade de formatura de mais de 200 cabos.

De acordo com o secretário José Carlos Barbosa, o helicóptero é uma força auxiliar que eleva a segurança pública de Mato Grosso do Sul a um novo patamar de qualidade. Neste primeiro momento ele será utilizado para intensificar policiamento de Campo Grande. “A aeronave ficará permanentemente com uma equipe preparada para qualquer momento de necessidade ela seja acionada, e assim auxiliar as viaturas de patrulhamento. Caso houver necessidade o helicóptero também poderá ser usado no interior do Estado pelas nossas forças de segurança, seja da Polícia Militar, Civil e dos Bombeiros”, reforçou o secretário.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta, as operações com o helicóptero não serão apenas específicas e pontuais. “As nossas ações serão desenvolvidas conforme os índices criminais de cada região da Capital, para aumentar a sessão de segurança da nossa população. Além das operações, voos preventivos poderão ser realizados sobre a cidade nos horários de pico”, disse o comandante-geral.

O tenente-coronel Rosalino Gimenez, piloto da aeronave, explicou que nesse tipo de policiamento o helicóptero, além da prevenção, proporciona um amplo campo de visão ao policial permitindo que se consiga observar pessoas, veículos e movimentações suspeitas de forma detalhada em uma área considerável, o que o coloca em vantagem operacional.

“A presença do helicóptero nos locais de ocorrências gera nos policiais melhor respaldo para executar as atividades operacionais, pois em comunicação com a aeronave o operador tem informações privilegiadas, já que o helicóptero é considerado uma excelente plataforma de observação, tem um raio de visão de 360º numa distância de aproximada de 10 quilômetros”, detalhou o tenente-coronel.

Helicóptero

A aeronave que será utilizada no policiamento ostensivo e preventivo aéreo será chamada de Harpia 01, fazendo uma referência a mais poderosa ave de rapina do Brasil, com porte e força inigualáveis. Atualmente, a espécie é encontrada principalmente na Floresta Amazônica. Nas outras regiões está bastante ameaçada, devido à caça predatória e a perda de seu habitat.

Regiane Ribeiro Assecom/Sejusp

Fotos: João Garrigó