Núcleo de Criminalística de Costa Rica entre em operação

Campo Grande (MS) – O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa, juntamente com a coordenadora-geral de Perícias, Glória Suzuki Setisuko, e o vice-prefeito de Costa Rica, Roberto Rodrigues, ativaram no início desta semana o Núcleo Regional de Criminalística da Unidade Regional de Perícia e Identificação (URPI) do município. Na ocasião, também foi entregue um veículo adquirido pelo programa “MS Mais Seguro” para atender as demandas da unidade.

Segundo o secretário seis municípios deverão ser atendidos pela regional, Chapadão do Sul, Alcinópolis, Camapuã, Chapadão do Sul, Figueirão e Paraíso das Águas. “O nosso objetivo é reduzir as distâncias entre cidades que necessitam dos serviços na área de perícia. A Sejusp já removeu quatro servidores para atuar em Costa Rica, desses três são peritos criminais e um papilocopista”, explicou José Carlos Barbosa.

De acordo com o coordenador Regional da URPI, Cacildo Amorim, a unidade foi instituída no dia 13 de maio de 2014 e contava apenas com dois peritos papiloscopistas. “A partir de agora com a operacionalização da perícia criminal vai agilizar os serviços prestados à população, principalmente nos casos de vítimas fatais, sejam em acidentes de trabalho ou de trânsito, que tinham que esperar até cinco horas no local pelo perito criminal”, explicou o coordenador.

O presidente do Conselho de Segurança do Município (Conseg), José Alcides Simplício, agradeceu a Sejusp por ter atendido uma antiga reivindicação da comunidade. “Tenho certeza que esse núcleo reduzirá o sofrimento das famílias, que antes tinham que esperar que seus entes fossem até outras cidades para ter um lado pericial”, pontuou o presidente do Conseg.

Costa Rica, Chapadão do Sul, Paraíso das Águas e Figueirão, antes eram atendidos pela Unidade Regional de Paranaíba. Já Alcinópolis e Camapuã, pela Unidade Regional de Coxim.

Regiane Ribeiro Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de justiça e Segurança Pública