Ações 2017: Com 738 servidores capacitados, Espen convida agentes a participarem mais de cursos oferecidos

Campo Grande (MS) – A Escola Penitenciária de Mato Grosso do Sul (Espen-MS), responsável por proporcionar capacitação aos servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), divulgou, relatório com dados referentes a 2017.

Conforme o balanço apresentado, de janeiro a dezembro, 738 agentes penitenciários foram qualificados por meio de parcerias da Espen. Apesar do número positivo, o alerta da Escola Penitenciária é que o total de participantes concluintes ficou muito aquém das, aproximadamente, 1.780 vagas oferecidas.

Entre as qualificações ofertadas, estão:

  • Curso de formação para novos agentes;
  • Defesa pessoal penitenciário;
  • Básico de inteligência penitenciária;
  • Primeiros socorros, combate a incêndio e evacuação de emergência;
  • Atendimento ao público;
  • Técnicas de imobilização;
  • Uso de tonfa e algemação;
  • Condução veicular de emergência.

O diretor da Escola Penitenciária, Vilson Guedes, destaca que a qualificação é essencial para a evolução profissional dos servidores e que a grande diferença entre o total de concluintes e as vagas ofertadas demonstra que ainda é necessária maior conscientização pelos agentes. “É importante ressaltar que as qualificações também são critério de desempate na promoção por merecimento”, complementa.

Conforme Guedes, para 2018 algumas capacitações já estão sendo encaminhadas, entre elas a realização de um curso voltado a dirigentes do Sistema Penitenciário, promovido com recursos do Fundo Penitenciário Estadual (Funpes), e Treinamento de Técnicas de Imobilização, uso de tonfa e algemação para servidores da região de Dourados.

Texto e foto: Keila Oliveira –  Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen)